Serras do Porto: Plantação de espécies nativas e criação de percursos pedestres

O presidente da Câmara de Valongo e do Conselho Executivo da Associação de Municípios Parque das Serras do Porto, José Manuel Ribeiro, e os autarcas de Paredes, Alexandre Almeida, e de Gondomar, Marco Martins, acompanharam no terreno as intervenções em curso nesta infraestrutura-verde que está a ser construída na Área Metropolitana do Porto, em territórios comuns aos três concelhos.

Além dos trabalhos de controlo de plantas invasoras e da plantação de espécies nativas, está a ser implementada a rede de percursos pedestres.

Decorrente de uma candidatura aprovada pelo PO SEUR, está a ser implementado o projeto «Gestão ativa de áreas ocupadas com plantas invasoras no Parque das Serras do Porto», que abrange cerca de 157 hectares, onde encontramos espécies exóticas invasoras como as acácias (austrálias, mimosas), as háqueas, a erva-das-pampas. a robínia, o ailanto, entre outras.
Estas plantas estão listadas em legislação nacional específica sobre espécies invasoras e exigem, de facto, uma tomada de consciência e uma atuação concertada, que reúna entidades competentes, proprietários, gestores e comunidade em geral.
Dada a sua elevada capacidade de dispersão e competitividade, as plantas invasoras têm impactes negativos muito significativos nos habitats e na biodiversidade.

Neste projeto, estão a ser controlados não só os exemplares mais jovens, como também os de maior porte, nomeadamente os existentes na proximidade da capela de Santa Justa, dado que se considera que terão sido os grandes sementeiros dessa área. Embora com algum impacte visual nesta fase, não seria prudente atuar em redor e manter os exemplares que originaram o problema. Verifica-se, também, que vários deles estão já na fase decadente do seu ciclo de vida. Estas árvores estão a ser desmontadas, um trabalho técnico cuidadoso, de modo a prevenir danos, tanto em infraestruturas como nas espécies a preservar. Este parque de lazer está a ser objeto de plantação de espécies nativas, provenientes do viveiro do FUTURO, contribuindo assim para requalificar o coberto vegetal da serra de Santa Justa, numa área emblemática para a comunidade local.

Be the first to comment on "Serras do Porto: Plantação de espécies nativas e criação de percursos pedestres"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.