Continua a valorização das margens do Leça

O presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, e o Presidente da Junta de Freguesia de Ermesinde, João Morgado, acompanharam na sexta feira o início dos trabalhos de recuperação da galeria ripícola no Parque do Leça, em Ermesinde.

Esta empreitada insere-se no projeto global de valorização das margens do Rio Leça no concelho e contempla a promoção da continuidade do corredor e a estabilização das margens com recurso a técnicas de engenharia natural.

As obras custam 149.323,13€ e o prazo de execução é de 210 dias.

Galerias ripícolas são formações de espécies vegetais autóctones nas zonas de transição entre ecossistemas aquáticos e terrestres, com a capacidade de:

  • Impedir que os fertilizantes, pesticidas e outros poluentes provenientes das escorrências contaminem as linhas de água;
  • Estabilizar as margens dos leitos (através das raízes de árvores e arbustos) evitando a sua erosão;
  • Regular a temperatura da água e limitar a proliferação de algas indesejáveis através do efeito de ensombramento;
  • Reduzir a velocidade da corrente reduzindo os efeitos negativos das cheias;
  • Proporcionar abrigo e alimento para a fauna terrestre e aquática, promovendo assim o incremento da biodiversidade.