Câmara de Valongo presta contas

A Semana da Prestação de Contas do Município de Valongo realiza-se pelo sexto ano consecutivo, mas agora em formato online, devido às condicionantes impostas pela pandemia Covid-19. Não sendo possível percorrer fisicamente as cinco freguesias do concelho, a apresentação está disponivel através das redes sociais do Município.

Com o lema: «Comunidade mais esclarecida, Comunidade mais Participativa», esta iniciativa visa estimular o envolvimento da população na governação local, disponibilizando informação rigorosa sobre a gestão municipal e promovendo a transparência sobre a utilização dos recursos públicos.

“Mais do que nunca temos de apostar no reforço da cidadania e no empoderamento de toda a comunidade. Prestar contas é um dever que assumimos durante todo o ano, disponibilizando no site do Município informação atualizada com os custos de tudo aquilo que fazemos, sejam obras por adjudicação ou por administração direta, eventos culturais ou desportivos”, salienta o Presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, referindo que “esta prestação de contas é mais um contributo para envolver os cidadãos nas decisões que lhes dizem respeito e para combater os populismos que ameaçam os sistemas democráticos, sobretudo em tempos de crise”.

“Quem não deve não teme, por isso, também já temos disponível no site do Município um separador específico onde discriminamos todas as despesas extraordinárias relacionadas com o combate e a prevenção da Covid-19, que já ultrapassam um milhão de euros”, revela José Manuel Ribeiro.

“Vamos continuar a investir numa comunidade mais esclarecida e participativa, pois acreditamos que cidadãos com mais informação possuem mais poder, e dessa forma são os melhores aliados de uma gestão de boas contas, atenta, rigorosa e transparente”, conclui o autarca.

“A redução do prazo médio de pagamentos a fornecedores para apenas 1 dia, a redução da dívida em 54% e o aumento do investimento público de 450% são bons indicadores da governação nos últimos seis anos”, expressa José Manuel Ribeiro.

Pode ver o video de apresentação em baixo