Homem detido em Gondomar por perseguição à ex-companheira

O detido tinha 53 anos

Estava proibido de se aproximar da ex-companheira, mas continuava a persegui-la, violando a medida imposta pelas autoridades. Residente em Gondomar, homem de 53 anos foi detido esta segunda-feira pela Guarda Nacional Republicana (GNR). 

A situação de violência doméstica já era conhecida pelas autoridades. No entanto, esta segunda-feira “os militares apuraram que o suspeito perseguia a sua ex-companheira, uma mulher de 37 anos, violando a medida de afastamento da residência da vítima e proibição de contactos com a mesma. No decorrer das diligências policiais, o agressor foi detido em flagrante, durante uma tentativa de aproximação da vítima”, descreve a GNR em comunicado de imprensa enviado às redações.

Depois da detenção, o suspeito apresentou-se para interrogatório no Tribunal Judicial de Gondomar. A medida de coação aplicada foi a obrigação de permanência na sua residência, controlado por pulseira eletrónica.

A Guarda Nacional Republicana sublinha que “a violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva”. À disposição de todos estão canais como o portal da queixa eletrónica, o 112, qualquer posto da GNR e as app MAI112 ou SMS Segurança, para surdos.