Campo e Sobrado – Cláudio Jesus – Chega

Declarações do candidato do Chega a Campo e Sobrado, Cláudio Jesus.

O meu nome é Cláudio Jesus, empresário, residente em Sobrado, aceitei este desafio porque acredito no Projecto do Chega-Valongo, que pretende retirar Campo e Sobrado da situação de abandono a que as duas Vilas têm sido sujeitas.
A reforma administrativa de 2013 que fundiu as freguesias de Campo e Sobrado, veio a provar-se um erro, na medida em que as duas freguesias têm uma história, património cultural e identidade muito próprias.
Somos, por isso, favoráveis ao processo de desagregação das Freguesias de Campo e Sobrado, que permite devolver à população de cada uma das Vilas a administração dos seus territórios.
Apesar dos acessos rodoviários, ferroviários e da proximidade à cidade do Porto, a União de Freguesias tem vindo a perder população e investimento, fruto da má gestão e do abandono a que têm estado sujeitas pela Junta de Freguesia mas, sobretudo, pela Câmara Municipal de Valongo.
É inacreditável o número de ruas em mau estado de conservação, sem passeios e esburacadas, e outras ainda em terra batida. A falta de limpeza das ruas, bermas e espaços públicos é evidente. O desleixo e o abandono a que as duas vilas foram sujeitas nos últimos anos, é confrangedor.
Nesse sentido, propomos:

  • Acabar com as ruas em terra batida, requalificando-as e pavimentando-as.
  • Requalificar as principais vias estruturantes de Campo e Sobrado.
  • Assegurar uma regular limpeza das bermas e dos espaços públicos em geral.
    Uma das maiores preocupações da população de Sobrado prende-se com a actividade do Aterro de resíduos não perigosos, que originam maus cheiros provocados pela decomposição dos resíduos, pela retenção de lixiviados e possível dispersão de partículas de amianto.
    É fundamental a determinação de medidas e decisões governativas que salvaguardem a qualidade de vida da população.
    Nesse sentido, propomos:
  • Exigir a periódica e correcta fiscalização de todos os procedimentos em conformidade com as directrizes ambientais.
  • Reivindicar maiores competências para a Câmara Municipal de Valongo, no âmbito da fiscalização à actividade da empresa.
    O Rio Ferreira apresenta, frequentemente, espuma característica e manchas provenientes da Etar de Arreigada (Paços de Ferreira) que continua sem funcionar devidamente.
    A Associação de Municípios Parque das Serras do Porto foi constituída há alguns anos e as melhorias da qualidade da água do Rio Ferreira são praticamente nulas.
    Nesse sentido, propomos:
  • Promover, junto da referida Associação, um Plano Integrado de despoluição do Rio Ferreira, que reúna consenso entre os Concelhos por onde ele passa.
  • Exigir maior fiscalização no sentido de identificar os responsáveis pelas descargas
    poluentes.
  • Assegurar a limpeza e requalificação das margens do Rio, promovendo zonas de lazer.
    A Junta de Freguesia tem que ter um papel mais activo e reivindicativo junto da Câmara Municipal de Valongo e junto do Governo, no sentido de ver estes problemas tratados com urgência, uma vez que estão em causa questões de ordem ambiental e, eventualmente, de saúde pública.
    Faltam transportes ao Centro de Saúde de Campo, designadamente para os mais idosos.
    A extensão dos STCP a Sobrado é absolutamente necessária.
    As escolas de Campo e Sobrado, sobretudo do 1º e 2º ciclos, carecem de intervenções várias. Numas faltam zonas cobertas e os espaços de recreio são reduzidos, noutras faltam refeitórios e os acessos são deficitários. É necessário requalificar as escolas do 1º e 2º ciclos que careçam de intervenção, garantindo bons acessos e condições de segurança para os alunos.
    Campo e Sobrado possuem diversas Associações e Colectividades que realizam inúmeras actividades cultuais e desportivas, e que precisam de ser apoiadas.
    Procuraremos cumprir a antiga promessa de construção de uma piscina que sirva as populações de Campo e Sobrado.
    O Rio Ferreira que atravessa as duas Vilas, associado às serras, apresentam enormes potencialidades para o desenvolvimento de turismo rural e de montanha, bem como para a prática de actividades de natureza, como trail’s, caminhadas, etc.
    Neste âmbito, pretendemos criar um Roteiro Turístico, associando a oferta gastronómica, as tradições e o desporto “Outdoor”.
    Para além das atividades mencionadas, não podemos esquecer as festividades religiosas, nomeadamente, as Festas em Honra de Nossa Senhora da Encarnação, em Campo, e o São João de Sobrado.
    A festa sanjoanina da Bugiada e Mouriscada, que ocorre em Sobrado, apresenta um relevante valor cultural. É imprescindível continuar a sua divulgação a nível nacional e internacional.
    Projectamos Campo e Sobrado com capacidade de olhar para todo o seu potencial Turístico, Cultural e Gastronómico e que faça destas potencialidades mais-valias.
    No âmbito da proximidade aos cidadãos, pretendemos disponibilizar um atendimento de qualidade, eficiente e personalizado, capaz de melhorar os canais de informação com a população, nomeadamente na divulgação das actividades da Junta de Freguesia.

CHEGA DE ABANDONAR CAMPO E SOBRADO!…

Observação: As medidas apresentadas para a União de Freguesias de Campo e Sobrado não podem ser dissociadas do programa para o Concelho de Valongo, na medida em que o complementam.
Temos consciência das limitações de competências de actuação das Juntas de Freguesia mas temos connosco o poder reivindicativo, sempre que se justifique, no sentido de proporcionar melhor qualidade de vida às populações de Campo e Sobrado.