Comida servida nas escolas de Paredes gera indignação

Nos últimos dias, a indignação dos pais e encarregados de educação das crianças que estudam em Paredes tem vindo a público a propósito das refeições servidas nas cantinas escolares. A autarquia já emitiu um comunicado e informou que vai reunir com a administração da empresa fornecedora do serviço de refeições.

“Tivemos conhecimento das deficiências nas refeições servidas aos nossos alunos, nas escolas EB23 e Secundárias, e já estamos a tomar medidas para que a empresa fornecedora corrija o que não funcionou”, lê-se na página de Facebook da Câmara Municipal de Paredes.

Esta quarta-feira, o Executivo – na pessoa do Presidente da Câmara Municipal, Alexandre Almeida e do Vereador da Educação, Paulo Silva – dirigiu-se a um dos estabelecimentos de ensino do município para averiguar a situação. 

“O Município confirma que as deficiências encontradas nas refeições do dia de ontem tratam-se de uma situação pontual, uma vez que era o dia do mês em que foi servido o prato vegetariano e houve uma falha nos alimentos para a confeção do mesmo”, esclarece. A visita foi feita à Escola Básica e Secundária de Rebordosa e contou com uma reunião com o Coordenador e com as cozinheiras do estabelecimento.

Apesar destas declarações, os pais queixam-se de que esta é uma situação recorrente. “A minha filha diz que a comida está sempre sem tempero, gelada, empapada. Todos os dias ela reclama da comida mal feita! Não é uma situação isolada, este ano a situação está muito mal”, lê-se nos comentários à publicação da autarquia.