Ex- Libris em Alfena: Três quilómetros de tapete de flores na festa de Nossa Senhora do Amparo

Depois de dois anos de interregno, a Paróquia de S. Vicente de Alfena retoma a normalidade das festividades em Honra de Nossa Senhora do Amparo, que decorrem este fim-de-semana.

E com a normalidade, regressa também o tradicional tapete floral, que no domingo, dia 31 de julho, vai ligar a Igreja Matriz de Alfena, de onde sai a procissão, ao Santuário de Nossa Senhora do Amparo, onde se realiza a missa solene. São cerca de três quilómetros de um tapete feito com flores, serrim e sal pintado, que liga os dois lugares de culto.

tapete de flores, elaborado por diferentes grupos da paróquia, que trabalham durante toda a noite para abrilhantar as festividades, é uma tradição e é também um ex-libris de Alfena que, neste dia, recebe milhares de fiéis, muitos deles de fora da paróquia.

A procissão sai às 10h00 da Igreja Matriz, no entanto, de manhã cedo, é comum muitas pessoas percorrerem as ruas para contemplar o resultado de uma noite de trabalho árduo.

Mas o trabalho de preparação começa bem antes. É que é preciso arranjar flores, prepará-las, pintar o sal e o serrim, fazer o projeto para os desenhos e os moldes. Os habitantes de Alfena que participam das atividades de planeamento, preparação e construção dos tapetes florais, regra geral, vivem nas ruas que o recebem. Estes estão organizados por rua, e em alguns casos, a rua está dividida por mais do que um grupo. Mas há pessoas de outros lugares que também colaboram, por exemplo, com a oferta de flores.

Veja programa no cartaz em baixo

Texto: Paróquia Alfena

Foto: CMV

Seja o primeiro a comentar em "Ex- Libris em Alfena: Três quilómetros de tapete de flores na festa de Nossa Senhora do Amparo"

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.