PSP termina com festa de swing ilegal em Ermesinde e identifica 89 pessoas.

A PSP, com o Dispositivo da Polícia de Segurança Pública do Comando Metropolitano do Porto, nomeadamente através do efetivo da Divisão Policial da Maia, pelas 00H30, do dia de hoje, na sequência de uma informação a dar conta de que, junto de um estabelecimento comercial, localizado em Ermesinde, estaria a decorrer uma “festa ilegal”, ali se deslocou. O estabelecimento está registado como café, mas segundo o Correio da Manhã, trata-se de uma Casa de Swing (sexo com troca de casais). A ser assim é já a segunda ação do género no concelho de Valongo. A GNR de Alfena desativou uma festa do mesmo género naquela freguesia, no final de janeiro passado.
No caso de Ermesinde, a informação da PSP diz que “no local, foi possível comprovar a realização do evento ilegal, tendo resultado da ação policial 89 pessoas identificadas por inobservância do dever geral de recolhimento domiciliário  (no âmbito das medidas de controlo da pandemia da doença COVID-19). Foi ainda levantado um auto de notícia ao proprietário do estabelecimento no âmbito da legislação que regula o funcionamento de estabelecimentos (no âmbito das medidas de controlo da pandemia da doença COVID-19).
De referir que o responsável do estabelecimento foi notificado para proceder ao encerramento do estabelecimento.

De salientar ainda que no âmbito da fiscalização rodoviária realizada resultou a detenção de um cidadão por falta de habilitação legal para a condução de veículos automóveis, assim como o registo de três autos por infrações verificadas ao Código da Estrada e demais legislação rodoviária.

A PSP, no âmbito da atual situação epidemiológica, continuará a proceder a ações de fiscalização  sobre as medidas e normativos de proteção e segurança dos cidadãos.

Foto: DR Arquivo