Câmara de Valongo assume como apoio social atualização do preço da água e saneamento e implementa outras medidas de apoio

A Câmara Municipal de Valongo vai implementar um pacote de apoio às familias, tal como sucedeu na primeira fase da pandemia de covid 19.

Segundo uma nota da autarquia presidida por José Manuel Ribeiro, “a Câmara Municipal de Valongo vai assumir como apoio social, o valor da atualização do tarifário doméstico e de saneamento para 2021, para que nenhuma família seja afetada.
A atualização tarifária anual é obrigatória, devido ao contrato de concessão que veio para Valongo em 2020 e sempre que é adiada – como já ocorreu no passado – acaba por prejudicar as famílias nos anos vindouros.
Com esta decisão extraordinária nenhuma família do concelho será prejudicada”.
Além da medida extraordinária de apoio, o consumo da água no segundo escalão (dos 6 aos 15 metros cúbicos) passará a custar o mesmo que o primeiro escalão, ou seja o consumo até aos 15 metros cúbicos terá o o mesmo custo (entre março e maio).
A Tarifa da água das IPSSs e dos Bombeiros é reduzida para valores do primeiro escalão dos consumidores domésticos (entre março e maio).
Numa medida destinada às empresas e comércio local, as tarifas fixas da água e saneamento e dos resíduos sólidos urbanos serão reembolsadas às empresas em situação de lay-off ou encerramento temporário decorrente da Covid 19. Deverá ser feito requerimento pelas empresas para este efeito. Este reembolso poderá ser solicitado pelas IPSSs, Bombeiros e outras associações, também mediante requerimento.
Outra medida é o alargamento do Fundo Municipal de Emergência Social para 150 mil euros. Este fundo dá apoios financeiros excecionais e temporários para agregados familiares em situação de carência, até um máximo anual de 650 euros para despesas como rendas de casa, água, luz, medicamentos, cuidados de saúde e apoio à educação.
No âmbito do apoio à escola, para além do empréstimo de 1200 computadores, a Câmara vai alargar o número de hotspots de ligação gratuita à internet para os alunos mais carenciados do concelho.
Uma outra medida é a criação de uma rede de transportes de cidadãos idosos carenciados que serão vacinados contra a covid 19, em parceria com os bombeiros de Valongo e Ermesinde, e com os táxis do concelho que queiram aderir. O transporte não terá custos para os utilizadores e os operadores serão apoiados financeiramente pela Câmara.
Este conjunto de medidas terá um impacto financeiro de um milhão de euros.

“Estamos em sintonia com a comunidade, trabalhamos em rede com todos os parceiros e instituições e adotamos medidas complementares às medidas de apoio do Governo central, salvaguardando sempre a capacidade futura da Câmara Municipal de Valongo poder continuar a ajudar toda a comunidade, designadamente os mais vulneráveis, pois este é o tempo dos mais fortes ajudarem os mais frágeis, o que obriga a uma gestão muito criteriosa dos escassos recursos públicos”conclui o autarca José Manuel Ribeiro.