Ativado Plano de Emergência em Valongo

A Comissão Municipal de Proteção Civil, que hoje reuniu com caracter de urgência, ativou o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil de Valongo para permitir o adequado nível de prontidão e resposta de todos os agentes de Proteção Civil e entidades com especial dever de cooperação. Esta decisão surge na sequência da progressão da pandemia Covid-19 e foi tomada considerando a multiplicidade de ameaças e crescimento do número de infetados no concelho (65 segundo a DGS).

“Apelamos à responsabilidade de TODOS para travar esta Pandemia. Estamos muito preocupados com a situação no Concelho de Valongo, que oficialmente tem o quinto maior número de infetados no país, bem como no ACES Maia/Valongo que tem o maior número de casos confirmados no Norte de Portugal”, afirma José Manuel Ribeiro, salientando que “a Câmara Municipal de Valongo está, desde a primeira hora, totalmente empenhada em garantir que todos cumprem as orientações das autoridades de saúde pública, numa missão que envolve a Proteção Civil, as Juntas de Freguesias, as corporações de Bombeiros Voluntários de Ermesinde e de Valongo, a GNR, a PSP, as IPSS e representantes de toda a comunidade.

De acordo com o autarca, “dada a gravidade da situação no Concelho de Valongo, onde existem das maiores densidades populacionais na Área Metropolitana do Porto, a Câmara Municipal de Valongo tem em preparação um Centro de Colheitas COVID-19, montado em parceria com o Laboratório Germano de Sousa na EB 2.3 Vallis Longus em Valongo, que aguarda autorização por parte da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) para poder funcionar”.