Hologramas da Casa da Música esta semana no Fórum de Ermesinde

São propósitos maiores do projeto “Holograma da Casa na Área Metropolitana do Porto” abrir a programação da Casa da Música, nos 17 Municípios da Área Metropolitana do Porto, a públicos sem práticas culturais, criando momentos emotivos que os vinculem à música mais erudita, através do acesso a uma programação muito variada e especialmente concebida para o feito.

O “Holograma”, a desenvolver durante dois anos, pretende alcançar o público em geral, possibilitando-lhe experiências musicais com raiz pedagógica e educativa, mas, principalmente, ir ao encontro das pessoas que mais cuidados carecem.Cada edição do “Holograma” procura reproduzir a vivência da Casa da Música em um ou mais espaços culturais de cada um dos Municípios.

Serão produzidos concertos e atividades educativas no âmbito de uma programação especialmente concebida para o Município em questão, com a qualidade artística e os cuidados de produção que são próprios da Fundação Casa da Música.


PROGRAMA Valongo

Casa de Espetáculos – Fórum Cultural de Ermesinde


11 de novembro 09:30 – “Les Feuilles Mortes” (Espetáculo reservado às escolas); 11:30 – “Les Feuilles Mortes” (Espetáculo reservado às escolas).Quando, em 1945, Joseph Kosma escreveu música para o ballet Le rendez-vous e se inspirou no Poème d’Octobre de Jules Massenet, estava longe de saber que a sua melodia viria a tornar- -se num dos mais tocados standards de jazz de sempre. Este é o ponto de partida para um concerto que nos levará ao jazz e à constante mutação que, nas mãos dos seus intérpretes, a música popular foi sofrendo. FACTOR E! – conceção e direção artística FILIPE MONTEIRO, JOÃO COSTA, JOÃO PAULO ROSADO, PAULO GOMES e RUI TEIXEIRA – interpretação Classificação etária: M6 21:00 – Projeto comunitário VALONGO (Espetáculo para o público em geral)Valongo/Vallis Longus – Da lenda à história se faz o presente e prepara o futuro. Foram as festas e tradições das várias freguesias do concelho que inspiraram Valongo/Vallis Longus. Este espetáculo é uma criação coletiva resultante de várias sessões de trabalho que juntaram o Serviço Educativo da Casa da Música aos membros das comunidades locais que agora sobem ao palco.


12 de novembro 09:30 – Bebéthoven (Espetáculo reservado às escolas) 11:00 – Bebéthoven (Espetáculo reservado às escolas)3 meses a 6 anosEm ano de comemoração do 250º aniversário de Beethoven não poderíamos deixar de trazer para a programação dos Primeiros Concertos a música do génio alemão. Este concerto promoverá uma primeira abordagem à música de Beethoven com a leveza e o tom divertido que a idade dos ouvintes requer. No fundo, queremos deixar desde cedo uma semente da grande música no ouvido e na alma dos bebés que forem assistir. 21:00 – The Jeggas (Espetáculo para o público em geral)Com uma sonoridade única e versátil, a banda lisboeta The Jeggas funde estilos como o blues, o rock e o soul. Adriana Sá Couto (voz), Luís Reis (guitarra), Diogo Alves (guitarra), Pedro Gonçalves (bateria), Rodrigo Lima (baixo) e Luís Dias (saxofone) são “um grupo de amigos, muitos amigos, que cresceram juntos e desenvolveram um amor incondicional que é visível no palco, no estúdio e no dia a dia”. Depois de um EP gravado em 2016, lançam em outubro de 2021 31B, o álbum de estreia que revela toda a versatilidade do sexteto.


13 de novembro 10:30 – Les Feuilles Mortes (Espetáculo para o público em geral e famílias) 21:00 – Solistas da Casa da Música (Espetáculo para o público em geral) Stephanie Wagner flautaLuís Matos oboéVictor J. Pereira clarineteRoberto Erculiani fagoteNuno Vaz trompaL. Berio (1925-2003) Opus Number ZooG. Rossini (1792-1868) Quarteto nr 4 para Flauta, Clarinete, Fagote e TrompaM. Mussorgsky (1839-1881) Pictures of an Exhibition arr.Ballarini. Para além de ser um edifício dedicado à realização de concertos de todos os géneros, a Casa da Música é também a “casa” de vários agrupamentos profissionais, que ali ensaiam e se apresentam regularmente, entre os quais uma orquestra sinfónica, uma orquestra barroca, um ensemble de música contemporânea e um coro. Todas estas formações integram músicos especializados e experientes, que ocasionalmente se juntam também em pequenos grupos para interpretar outros repertórios, de sonoridades tão variadas quando as infindáveis combinações possíveis de instrumentos. Os Solistas da Casa da Música que se apresentam no Holograma são formados por músicos da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, da Orquestra Barroca Casa da Música ou do Remix Ensemble. No alinhamento destes recitais encontramos composições criadas em várias épocas, desde o século XVIII até aos nossos dias. Mas, sobretudo, encontramos o prazer de fazer e dar a ouvir boa música.


14 de novembro10:30 – Bebéthoven (Espetáculo para o público em geral e famílias) 17:00 – Projeto comunitário VALONGO (Espetáculo para o público em geral)Valongo/Vallis Longus – Da lenda à história se faz o presente e prepara o futuroForam as festas e tradições das várias freguesias do concelho que inspiraram Valongo/Vallis Longus. Este espetáculo é uma criação coletiva resultante de várias sessões de trabalho que juntaram o Serviço Educativo da Casa da Música aos membros das comunidades locais que agora sobem ao palco.
Acesso gratuito até ao limite da lotação da sala e sujeito ao cumprimento das normas da DGS
INFORMAÇÕES E RESERVAS:forumculturalermesinde@cm-valongo.pt229 783 320 / 932 292 713