MANIFESTUM “arte de dizer” 2022

Feito de palavras visíveis

MANIFESTUM arte de dizer com data marcada de 7 a 9 de outubro próximo, em vários espaços do concelho de Valongo, arranca já este o mês de julho com o laboratório de fotografia com Nelson d’Aires e Augusto Brázio.  São plurais os caminhos que a palavra transporta e o MANIFESTUM arte de dizer prova isso mesmo, nesta sua quarta edição, ainda mais expandida a todo o concelho de Valongo.

“É a cultura que nos define enquanto seres humanos, sem ela não há humanidade. Por isso, reforçamos a aposta numa oferta cultural de elevada qualidade e acessível a todos. O MANIFESTUM arte de dizer consolida-se cada vez mais como um pilar de desenvolvimento da comunidade e de projeção do nosso território”, considera o presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, salientando que esta iniciativa é “um importante estímulo à leitura e ao conhecimento, mas é sobretudo um incentivo ao saber falar, exprimir e defender os pontos de vista, ideias e sonhos”.

O arranque está marcado para 16 de julho com Viagens na Minha Terra, laboratório de fotografia dinamizado pelos fotógrafos Nelson d’Aires e Augusto Brázio, e que visa nutrir de novo vocabulário legível o território local. Esta nova etapa do MANIFESTUM, cujo mote reside no poema Na Floresta do Alheamento, de Fernando Pessoa, deambula por lugares e paisagens durante os próximos meses, buscando afinidades entre a dimensão da palavra e da fotografia.

A par desta proposta decorrerá, inicia no mês de setembro, uma das afirmações do MANIFESTUM, o laboratório de leitura poética Há Palavras Que Nos Beijam. Ana Celeste Ferreira volta a conduzir um coro de vozes nas ruas desafiantes da poesia.

Neste novo ano de MANIFESTUM pretende-se incrementar o âmbito do serviço educativo, dimensionado a experiência fílmica em espaço exterior aos estabelecimentos de ensino. Para o público mais pequeno, está previsto um espetáculo de poesia e música girando à volta da árvore. Voltamos a apostar no público sénior, com o regresso de A Poesia vai à Feira.

As iniciativas formativas, oportunamente voltadas para a comunidade local, terão o seu apogeu em apresentações finais, a incluir na programação central do MANIFESTUM arte de dizer, a decorrer em vários espaços valonguenses, entre 7 e 9 de outubro.

O programa deste ano reforça o valor da palavra na sua dinâmica oral, promovendo proximidade à geografia afirmativa que é este MANIFESTUM arte de dizer, em Valongo, e contará com diversos intervenientes em momentos amplos de conversa e debate, leitura de poesia, performance, cinema de animação e música, anunciados brevemente em detalhe.

MANIFESTUM arte de dizer é da responsabilidade da Câmara Municipal de Valongo, com produção e programação da Exemplo Extremo.

MANIFESTUM arte de dizer

7 e 9 OUT 2022 Valongo

16 JUL | Laboratório de Fotografia Viagens na Minha Terra

com Augusto Brázio e Nelson d’Aires

Biblioteca Municipal de Valongo e território do concelho de Valongo

13 SET | Laboratório de Leitura Poética Há Palavras Que Nos Beijam

com Ana Celeste Ferreira

Fórum Cultural de Ermesinde

Informações e inscrições:

biblioteca@cm-valongo.pt

224219270/939030527

Foto: Arquivo CMV