PSD quer adiar construção da nova Câmara de Valongo devido à “incerteza do futuro”

Em nota enviada ao JNR, a Comissão Politica Concelhia do PSD, liderada por Mário Duarte defende o adiamento da construção do novo edifício dos Paços do Concelho.

Ao mesmo tempo o PSD Valongo defende ainda “a eklaboração de um Plano Municipal de Recuperação Económica e Social do Concelho”.

Diz a nota de imprensa assinada por Mário Duarte que “o Executivo Socialista da Câmara Municipal de Valongo, revelando a preocupação do fim de ciclo que sente estar a chegar, procura, a toda a pressa, fazer “obra” que não fez em 7 anos de governação.      

Como mais expressivo dos exemplos, insiste no lançamento da obra de construção dos Paços do Concelho, entretanto intitulado (discutivelmente) como Casa da Democracia Local, obra essa que, segundo estimativas realistas, não custará menos de 15 milhões de euros”.

Diz o PSD concordar quanto à necessidade do concelho dispôr de um edifício digno e funcional, construído de raíz, que possa albergar todos os serviços municipais e que constitua um marco patrimonial ao serviço da população, mas já discorda do “timing”.

 Acrescenta a nota daquele partido que ” todos sabemos das enormes dificuldades económicas e sociais e a grande incerteza do futuro que paira sobre as empresas e as famílias, consequência da pandemia que nos atinge, situação essa que vai certamente perdurar e porventura agravar-se em 2021″.

O PSD propõe a suspensão imediata e até ao final de 2021, dos procedimentos atinentes à construção da “Casa da Democracia” que envolvam despesa, incluindo obviamente a contração de empréstimos bancários.