José Manuel Ribeiro diz que TAP quer tornar Aeroporto do Porto num apeadeiro

O Presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, acusou hoje a TAP de estar a “cometer uma tremenda injustiça e a contribuir para o aprofundamento das assimetrias regionais”, apelando à intervenção do Governo para colocar um “travão nesta gestão que está a prejudicar o desenvolvimento equilibrado do País”.

“Nos tempos que correm, esta estrutura tem de ser de primeira linha, porque tem todas as condições para ser um dos principais motores da economia do País, que não se quer a duas velocidades. Este aeroporto é fundamental não só para a retoma do turismo, mas sobretudo para os negócios internacionais da região Norte, onde está a maior capacidade produtiva do país e onde se concentram muitas das suas indústrias exportadoras”, considera o autarca.

“A atual Administração da TAP voltou ao passado e está a tratar o aeroporto do Porto como um mero apeadeiro. Isto é inadmissível, sobretudo porque esta companhia sobrevive com dinheiro público. Por isso, apelo ao Governo para travar definitivamente esta gestão que insiste em tomar decisões injustas e que só servem para aprofundar desequilíbrios regionais, prejudicando o desenvolvimento harmonioso de todo o País”, salienta José Manuel Ribeiro.

Recorde-se que no plano da TAP para junho estão previsto cinco voos internacionais semanais, ou seja uma percentagem infima

publicidade