Já se ouvem os motores: Rally de Portugal arranca amanhã em Baltar com a Shakedown

Fotografia: Vodafone Rally de Portugal | @DR

Paredes/Baltar recebe dia 9 maio a Shakedown e 11 maio uma Super Especial com dupla passagem.

No coração do concelho de Paredes, Baltar e o seu circuito recebem uma vez mais de braços abertos a caravana do Vodafone Rally de Portugal naquela que é conhecida como a derradeira prova teste.

Com os quatro quilómetros e quinhentos e cinquenta metros, o Shakedown assume-se como o palco ideal dos últimos acertos e afinações dos carros dos concorrentes, para os exigentes quilómetros e dias que se seguirão nesta competição.

No interior do circuito de Baltar, os espectadores conseguirão acompanhar a progressão dos concorrentes nos últimos 800 metros. Consulte aqui as zonas de espetáculo, dia 9, em Baltar.

No terceiro dia de prova, o Rally de Portugal volta a Paredes, com a novidade de este ano contar com uma dupla passagem. A 1.ª será às 11:35 e 2.ª às 18:05. De acordo com a organização “este ano o percurso aparece renovado e aproveita em parte o percurso do shakedown vindo a terminar no mesmo sítio, o Circuito de Baltar. O troço tem de tudo, desde zonas muito rápidas a zonas lentas, em campo aberto, no meio de eucaliptais no que será um excelente desafio para os pilotos”. Consulte aqui as três zonas de espetáculo, na Super Especial.

O fim do Rally só acontece domingo. A última passagem é em Fafe.

Segurança e Público

A menos de 48 horas do arranque oficial do 57.º Vodafone Rally de Portugal, o Automóvel Club de Portugal e a Guarda Nacional Republicana reforçaram o apelo à colaboração do numeroso público que é esperado nas 22 classificativas da prova, entre quinta-feira e domingo.

As (boas) condições atmosféricas também fazem prever nova enchente ao longo das 22 classificativas do percurso, num rali que, em 2023, movimentou cerca de um milhão de pessoas ao longo dos quatro dias de competição.

Ontem, na habitual conferência de imprensa conjunta, os responsáveis do Automóvel Club de Portugal e da Guarda Nacional Republicana fizeram um apelo comum para garantir todas as condições de segurança.

“O nosso rali é uma referência mundial em termos de segurança e queremos que assim continue. Pedimos aos adeptos que vão estar nos troços que respeitem todas as indicações da GNR e dos comissários da prova, e que assistam ao rali unicamente nas zonas destinadas ao público, que foram pensadas para garantir todas as condições de acessibilidade e segurança. Só assim conseguiremos garantir o normal desenrolar da prova”, realçou Horácio Rodrigues, o diretor do Vodafone Rally de Portugal.

A GNR, através da tenente-coronel Mafalda Almeida, confirmou a importância da colaboração dos espectadores. “Será um dos pilares fundamentais para o sucesso desta operação. Temos uma operação complexa, que exigiu um grande planeamento da nossa parte, e queremos garantir a segurança de todos os espectadores e intervenientes no evento. Teremos condições atmosféricas adversas, com temperaturas elevadas e tempo seco. Como estamos em zonas florestais, reforçamos o apelo à colaboração de todos, também para a prevenção de incêndios”, afirmou a Chefe da Divisão de Comunicação e Relações-Públicas da GNR.

PUB

Seja o primeiro a comentar em "Já se ouvem os motores: Rally de Portugal arranca amanhã em Baltar com a Shakedown"

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.