Águas Santas. Obras no viaduto Brás Oleiro mais perto da conclusão dentro do prazo previsto

As obras na passagem superior à linha de comboio, na Rua D. Afonso Henriques, em Águas Santas (viaduto Brás Oleiro), estão mais perto da conclusão dentro do prazo previsto. Já foram colocados, na última semana, os cimbres que vão sustentar a betonagem dos dois novos maciços de encabeçamento da ponte.

Em nota enviada à imprensa, a Câmara Municipal da Maia, responsável pela obra, explica que. numa primeira fase, foram “colocadas as bases de apoio do cimbre dos maciços de encabeçamento das microestacas M1 e M2”, depois “aplicadas lajes de betão pré-fabricadas em ambos os encontros da Passagem Superior do lado Ermesinde” e, por fim, “procedeu-se à montagem do cimbre”, a estrutura em betão armado que serve de molde para a construção da laje da nova ponte.

Estes trabalhos implicaram constrangimentos como a interdição da via férrea, o corte de tensão nas catenárias e ainda o desvio da linha de águas pluviais existente no encontro da passagem superior. Recorde-se que a autarquia já tinha pedido a compreensão para os incómodos potencialmente causados por esta intervenção.

Agora que estão montadas as duas estruturas de cimbre, “vai ser possível avançar com a colocação das cofragens e armaduras para permitir a betonagem dos maciços de encabeçamento das microestacas (M1 e M2)”, esclarece a autarquia. Nessa fase, será demolido metade do tabuleiro existente do lado de Ermesinde.

Perante este cenário, a Câmara Municipal da Maia lembra que estes trabalhos apenas decorrem durante a noite, das 03.00 às 08.00 da madrugada, por questões de segurança e para diminuir os constrangimentos de quem usa a passagem aérea durante o dia. “Apesar de algumas intempéries, os trabalhos estão a decorrer dentro do planeado”, garante a autarquia em jeito de conclusão.