PAN quer aterro de Sobrado fiscalizado

Com base nas últimas notícias que alertam para as condições em que o Aterro da Recivalongo continua a operar, o PAN solicitou ao Ministério do Ambiente e da Ação Climática a fiscalização, com caráter de urgência, a este Aterro que, apesar de dedicado apenas a resíduos não perigosos, se encontra a receber resíduos perigosos, operando mesmo sob protestos da população e da própria autarquia.

O PAN já tem vindo a chamar a atenção para a necessidade premente do Governo garantir todos os meios necessários de fiscalização com vista a que o transporte e destino final de resíduos perigosos se concretize sem ameaça para a saúde pública e para o ambiente.

“O Aterro de Sobrado-Valongo tem sido um exemplo flagrante de perigosidade, sendo disso sintomático os sucessivos incêndios que neste têm ocorrido. É urgente que o Governo atue e que sejam verificadas, através do IGAMAOT (Inspecção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território,) as condições para tratamento e destino final do tipo de resíduos recebidos atualmente e que as conclusões da inspeção tenham consequências”, afirma Bebiana Cunha

Foto: Arquivo JNR