Dirigente nacional visitou Socorros Mútuos de Valongo que tem novo presidente

Luís Alberto Silva, presidente da União das Mutualidades Portuguesas, visitou no dia 2 de novembro a Associação de Socorros Mútuos de Valongo.

Esta visita inseriu-se numa ação vasta que o dirigente está a desenvolver e que consiste na visita a várias mutualidades por todo o país, com o objetivo de conhecer problemas, projetos, trocar ideias e acompanhar a ação.

Nesta visita a Valongo, o dirigente visitou a sede (Rua Sousa Paupério) e o Centro de Dia Mutualista (Rua Joaquim Marques dos Santos), tendo tido oportunidade para reunir com vários dirigentes, entre eles o recém-empossado presidente da direção, André Alves.

A Associação de Socorros Mútuos e Fúnebre do concelho de Valongo está quase a completar 120 anos de existência, tem cerca de duas dezenas de funcionários e possui quase treze mil associados, a maioria do concelho de Valongo, mas também de concelhos limítrofes como Paredes, Gondomar e Maia.

O movimento mutualista em Portugal é dos mais importantes movimentos associativos com mais de dois milhões e meio de beneficiários e o sonho dos dirigentes é “chegar à fasquia dos cinco milhões”. Sobre a ação do movimento, em resposta aos jornalistas, Luis Alberto Silva afirmou que “é muito mais que aquilo que a maioria das pessoas sabe. Não se restringe à previdência social e saúde, vai muito mais além. Há necessidade de dar a conhecer esta realidade e daí este nosso esforço em contactar com os media.”

Outra ideia deixada pelo dirigente tem a ver com a renovação etária dos dirigentes, bem assim como a necessidade de “envolver mais mulheres no dirigismo”

Salientando como exemplo o caso de Valongo, onde o presidente da direção é um jovem, Luís Silva afirmou que “para se desenvolver, o movimento mutualista precisa de dirigentes mais novos. Há que ir incentivando os jovens com a sua inclusão nos corpos sociais. Neste caso concreto o novo presidente tem vontade de aprender e nós cá estamos para apoiar em tudo o que seja necessário”.

Sobre a Associação de Socorros Mútuos de Valongo, que atualmente possui em funcionamento o Centro de Dia e tem acordos com várias clínicas e que na sede alberga uma clínica dentária, o dirigente salientou o bom trabalho que tem sido efetuado, com acompanhamento da direção nacional.

Como está dito atrás, o novo presidente dos Socorros Mútuos de Valongo é André Machado Alves, empossado devido à destituição em Assembleia Geral do anterior presidente. O novo responsável defende um esforço para aumentar o número de associados e a implementação de um serviço de apoio domiciliário. Dar a conhecer a instituição no concelho de Valongo e limítrofes é outra prioridade do dirigente, que acredita ser a sua juventude uma mais valia que contribua para o progresso da associação.

O apoio aos funerais continua a ser a atividade mais conhecida da associação que ainda acordou descontos em farmácias e outros serviços que dão vantagens aos sócios.